Assaduras

10 de janeiro de 2013 14 comentários

Imagem retirada daqui.
O que é?

A assadura é conhecida no meio médico como dermatite de fralda, que é um comprometimento da pele que ocorre na raiz da coxa, nas nádegas, na porção baixa do abdômen e na região genital, exatamente na área coberta pelas fraldas.
Essa dermatite se manifesta pelo aparecimento de vermelhidão, inchaço discreto da pele e pode evoluir com pequenas erosões na pele, bolha, ulceração (feridas), que causam mal estar e desconforto para o bebê.

Como evitar?

Evite o uso de lenços umedecidos para limpar o bebê. Prefira água morna e algodão. Pelo menos até os 9 meses, vale a pena deixar uma garrafinha térmica com água e um pote com algodão junto ao trocador. Lenços, somente quando for sair. Os cremes preventivos, a base de óxido de zinco, também são fundamentais para evitá-las, pois funcionam como uma barreira mecânica as substâncias causadoras da irritação. Passe em cada dobrinha sempre que trocar a criança, o que deve acontecer de oito a dez vezes por dia, nos bebês mais novos. Aliás, toda vez que for possível, procure deixar seu filho alguns minutos sem fralda. Se o bebê ainda mama no peito, é recomendável que a mãe evite alimentos muito ácidos ou condimentados. O mesmo vale para bebês que já ingerem sólidos. Frutas ácidas, como abacaxi, morango, laranja e pera, podem favorecer as assaduras.

A primeira dentição provoca assaduras?

A relação da dentição com assaduras é muito comentada e até mesmo vista com alguma frequência. Durante o período da erupção dentária as crianças podem ter alterações como irritabilidade, vômitos e até diarréia, que, como conseqüência, pode provocar assaduras.

Qual é o melhor tratamento para a assadura?

O melhor remédio é manter o bebê limpo e seco, com trocas frequentes de fralda. Se estiver calor, tente deixá-lo sem fralda por um tempinho. Tomar um pouco de sol na área afetada ajuda na cicatrização.
Experimente também trocar a marca da fralda descartável, ou então de sabão no caso de fraldas de pano. Isso eliminará o problema se a causa principal for alérgica.
Uma assadura normal tem de melhorar depois de cerca de dois dias de tratamento comum, com os cremes tradicionais usados para prevenir a irritação (normalmente à base de óxido de zinco, vitaminas A e D, lanolina, calêndula e óleos). Não use pomadas com corticóides sem falar com o médico.
Se depois desse período de dois dias a assadura não tiver ido embora, ou tiver piorado, fale com o pediatra, pois deve haver algum outro tipo de infecção, fúngica ou bacteriana, que exija tratamento específico.

14 comentários:

  • Ju.Marc. disse...

    O Gustavo tem algumas assaduras principalmente no calor. Eu procuro não deixá-lo muito tempo com a fralda, mas mesmo assim...a pele dele é sensível. Esses dias comprei a fralda do Cócóricó. Ele ficou todo assado...mas nas costas! A frala não deixa respirar, e ficou todo vermelhinho tadinho.
    Mas cada uma sabe qual a melhor marca.
    Parabéns pelo post!

    Bjos

  • Genis Borges disse...

    Oi Paula, JM sofreu com assaduras... tadinho... e consequentemente, todos nós sofremos tb...
    Usamos muito maisena e a pomada Bepantol...
    Bjus e um lindo dia pra vcs!
    Genis

  • Mamãe Roberta Soares disse...

    Sempre tive medo das assaduras. Eu cuido muito, uso creme a cada troca e até hoje somente uma vez o matheus teve, e foi por causa de uma fruta meio verde que comeu. Ele se torcia todo, chorei junto.

    Adorei o post.

    Bjs

    http://matheusmeucoracao.blogspot.com.br

  • Mãe de três disse...

    Sempre tive todo o cuidado para evitar as assaduras, porém o meu filho mais velho teve , toda vez que usava fralda de marca boa, (risos) e a única coisa que funcionava era amido de milho "maizena". Já a Baby que quase não usou lenço umedecido e não lembro dela ter assadura.
    Até

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design