Tomando banho com os filhos

1 de abril de 2013 32 comentários
Na minha casa fomos criados de forma muito reservada e pouco se falava sobre sexo. Meu pai que vez por outra conversava um pouco sobre o assunto, mas só quando percebia que era muito necessário. 

A medida que fui crescendo e entendendo um pouco mais sobre a sexualidade e percebendo o quanto esse assunto era tabu dentro de casa, fui criando em mim uma opinião de que quando tivesse minha família, não iria tratar do assunto de forma proibida ou pecaminosa, mas de maneira natural.

Muitos assuntos eu e meu marido conversávamos antes de ter JM e um deles foi sobre o nu dentro de casa e chegamos a um consenso de que isso seria tratado de forma natural, sem esconder o corpo dos filhos. 

Para nós, andar nu ou tomar banho juntos não é nada demais, pois sentimos à vontade e agimos com naturalidade.

JM até o momento não nos surpreendeu com perguntas 'cabeludas', somente uma vez perguntou onde estava o meu piru e eu respondi naturalmente que não tinha piru e a conversa se encerrou ali mesmo e ele logo se distraiu com outra coisa. 


Perguntas sobre sexualidade podem surgir durante o banho ou fora dele e os pais precisam agir naturalmente, pois quanto mais receio de responder às perguntas, mais curiosidade e desconfiança a criança terá sobre o assunto. 

Adoramos tomar banho juntos, é um momento lúdico, prazeroso e prático também. Em vários momentos os banhos acontecem também individual, não há uma regra para este momento.

Creio que chegará um momento em que JM não irá mais querer tomar banho junto comigo ou com meu marido, mas isso será uma vontade dele e é claro, será respeitada.

Tomar ou não tomar banho com os filhos é uma decisão pessoal de cada família e não deve ser nada forçado. Algumas pessoas acham um absurdo outras não. O importante é que cada família sinta-se confortável para ter tal atitude.

E na sua casa, como acontece o banho e como é encarado o nu perante os filhos? Compartilhe comigo a sua opinião sobre o assunto nos comentários.

Um super beijo!


32 comentários:

  • Renata Diniz disse...

    Genis! Para participar do mundo dos sentidos que envolvem a criança todos os assuntos precisam ser tratados com naturalidade. Inclusive, a sexualidade. E a resposta para o presente vem do passado, como sempre. Somos sempre a versão melhorada dos nossos pais. Quanto ao banho juntas, aqui ocorre, mas só quando é necessário. A sua mensagem é uma ótima reflexão. Beijo!

  • Jackie disse...

    Oi Genis, na minha casa isso sempre foi tratado de uma forma muito tranquila com meus pais, sempre tomava banho com a minha mãe, e meu pai nunca se escondeu, acho que a ideia de proibido, de pecaminoso, está na mente e não no corpo. O Davi toma banho conosco sem problemas e fala a mamãe tem periquita e peito kkkkkkkkkkkkkkkk e ele tem periquito Ontem tomamos banho juntos pra podermos sair mais rápido e ele pegou o chuveirinho e lavou meu rosto, meu cabelo e sentiu todo orgulhoso de eu deixar, de ele ser capaz de cuidar também.

    Bjusssssssssssssssss

  • Deborah Gebran disse...

    Por aqui o banho as vezes é junto, as vezes não... Também não temos regras específicas para isso...
    Marinah adora tomar banho conosco... Se diverte muito, e nós também gostamos...
    Marinah já sabe que papai tem pipi e ela e mamãe não... E não tem questionado mais nada por enquanto... Creio que é pela naturalidade como acontece por aqui!!
    Adorei o assunto!
    Beijo

  • Vivi * Isaac disse...

    Aqui também não escondemos,acho que é normal, faz parte... Ainda como ele é pequeno não tivemos nenhuma pergunta... Bjs
    Vivi e Isaac
    Tenham uma linda semana :)

  • Mamãe Nádia disse...

    Aqui em casa isso também acontece com bastante naturalidade, inclusive ontem até surgiu uma piadinha engraçada enquanto os 3 homens da casa tomavam banho juntos na banheira...hahaha. São nesses momentos que a educação sexual vai se fazendo dentro de casa.
    Beijos.

    www.asosmamaenadia.com

  • Camila Carvalho disse...

    aqui em casa, a gente toma banho junto siim...
    é muito mais prático...!
    é como vc falou Genis, cada família tem seus hábitos..
    e o tema sexo tem de ser tratado com naturalidade mesmo...adoreeeei
    bjãao queridaa!
    perolasdealanis.blogspot.com

  • Regiane Makiyama disse...

    Oi Genis, na minha casa sempre foi e é ainda um tabu.
    Também quero fazer como você e encarar naturalmente este assunto.
    Até hoje eu tenho dificuldade em tratar e mostrar meu corpo, deixou marcas isso.
    Parabéns pelo post.

    http://viniciusmamaequedisse.blogspot.com.br

  • Divagações da Mamãe Tê disse...

    Genis, muito bom o texto. Adorei! Parabéns pela coragem e naturalidade em abordá-lo.

    Como você disse, uns acham absurdo, outros encaram de forma mais natural. Eu acho que a segunda opção, sem radicalismo, é sempre a melhor. Como disse a Renata - em tudo na vida!

    Na casa dos meus pais não foi tabu, mas também não teve naturalidade. Sexualidade, menstruação, tudo foi aprendido com as amigas. Não me lembro, sinceramente, de ter tido essa conversa de forma natural.

    Quanto fiquei menstruada pela primeira vez, se não estou sendo injusta, minha tia que estava nos dias, que me levou um absorvente. Pai e mãe não era radicais, mas também não foram naturais. Tinham um livro la em casa "de onde vem os bebês".

    E ficava guardado. Vez ou outra eu pegava nele.

    Aqui em casa, somos naturais com Maria. Desde cedo tomamos banho com ela. Hoje, mais eu do que papai. Ela gosta de brincar no banheiro comigo. As vezes com brinquedos e na maioria inventando histórias. É o momento de relaxar.

    Já toma mais banho sozinha também. Mas trocamos de roupa sem pudor em sua frente.
    E quero continuar encarando como natural. Acho que quando as coisas são assim, tudo flui melhor.

    Uma coisa importantíssima que você falou: quando ela sentir necessidade de não se "expor" mais, vamos respeitá-la.

    Parabéns pelo texto. Adorei! Beijos beijos



  • Desirée Tapajós disse...

    Eu as meninas sempre que podemos tomamos banho juntas (mas também não regras), com o pai elas entram quando ele vai fazer xixi e ficam olhando para pênis do pai, então um dia a Andressa (que a que mais perguntas as coisas) perguntou o que era aquilo e pai disse que era um pintinho dele, e ela na hora perguntou se era o pintinho amarelinho, pode? Só rindo dessas crianças

    Tri-beijos Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

  • Larissa Andrade disse...

    Oi Genis,
    Muito boa a sua naturalidade mesmo em fazer o texto, que, por sinal, é ótimo!
    Por aqui, até mesmo devido os horários é mais fácil Milena ir junto comigo para o banho do que com seu papai. Mas até o momento, ainda não fomos surpreendidos. Aliás, o que ela já perguntou, creio que é natural a curiosidade.
    Bjos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

  • Mariana Bertalot disse...

    Aki em casa só tomamos banhos juntos!! E não é por nada, apenas praticidade!! Meu marido é piloto e eu fico sozinha com as crianças e esse é o melhor jeito de todos tomarmos banho,
    Quanto a sexualidade tratamos de forma natural e procuro responder o mais real possivel, acredito q essa é a melhor maneira de lidar com isso.

    Bjs
    Mari
    http://maricriando.blogspot.com.br

  • Genis Borges disse...

    Oi Rê, é verdade, muitas coisas que vivi e aprendi na infância e adolescência, procuro 'melhorar' e encaixar na educação que acredito ser a melhor para JM.
    Um grande abraço, Genis

  • Genis Borges disse...

    Que linda experiência Jackie! JM gosta de me ajudar a esfregar com bucha...rsrs
    São momentos lindos vividos com nossos filhos! Amo!
    Grande abraço, Genis

  • Genis Borges disse...

    Oi amiga, quando chegarem as perguntas, será tudo normal e respondido com tranquilidade, pois vcs não escondem nada e acham que é normal.
    Criança é simples assim, a gente que complica...rsrs
    Grande abraço, Genis

  • Genis Borges disse...

    Pois é amiga, tenho uma irmã que tb é como vc. O magistério e todos os cursos que fiz sobre desenvolvimento da criança tb me ajudaram muito a abrir minha mente e encarar alguns assuntos sem reservas.
    Obg pelo comentário.
    Beijo grande, Genis

  • Genis Borges disse...

    Que maravilha de comentário Tê, é bom saber que mesmo vc tendo uma menina, as coisas tb são encaradas com naturalidade. Respeitando o momento em que nossos pequenos não se sentirão mais à vontade de se expor ou talvez, nem isso irá acontecer!!
    Grande abraço e obg pelo comentário.
    Genis

  • Genis Borges disse...

    Nessa ele ainda tava com meses, acho linda tb! Foram nossos primeiros banhos juntos até não parar mais!!
    Esse contato com a pele dele era incrível. Não esqueço.
    Bjus.

  • Genis Borges disse...

    kkkkkkkkkkkkkkkkk Dei boas risadas com o seu comentário. Lá na escola, observei um trabalhinho com as crianças de 4 anos sobre as partes do corpo e, havia um cartaz de uma menina e ao lado as setas com os nomes das partes do corpo. Na parte íntima estava escrito 'vulva', logo, sei que JM aprenderá corretamente o nome certinho de tudo e eu vou reforçar.
    Bjus querida, obg pelo comentário.
    Genis

  • Andreia Cristina disse...

    Amiga, também fui criada assim: não se falava nada sobre sexualidade. Nunca tomei banho com meus pais, nunca os vi nus.

    Hoje o tempo é outro e quero que haja liberdade pra conversarmos sobre tudo. Mas algumas coisas pretendo fazer como os meus pais.

    Às vezes tomo banho com o Pititico (tipo se vamos sair e estamos sozinhos). Ele já olhou pra mim certo dia e disse: piupiu? kkkk, ri até. Mas vou mudar quando ele realmente começar a entender, prefiro ficar mais reservada.

    Beijo, adorei o texto.

  • Gleysa Lopes disse...

    Amiga, minha mãe não teve pudores com a gente não, foi pq justamente minha vó era toda reservada e tals, eu já tomei banho com Heitor, mas só gostei quando ele ficava na banheira dele e assim eu dava banho nele e depois tomava, mas confesso que não gosto muito, parece que eu não tomo banho direito pq fico com medo dele cair ou algo acontecer sabe, coisa de mãe, mas e como vc disse cada familia escolhe o que acha melhor, eu acho normal, mas não gosto, deu pra entender? rs

    Bjs
    Gleysa

  • Genis Borges disse...

    Entendi sim Gleysa. Quando JM era pequeno, dava banho nele no colo por maior segurança. Meu marido pegava ele e trocava e eu continuava meu banho sozinha.
    Mas, cada família encontra seu equilíbrio e sua preferência.
    Bj grande, Genis

  • paulo hug disse...

    E importante isso porém freud já relata sobre a sexualidade infantil foi o primeiro teórico que falou sobre isso muitos a criticaram , mas hj sabemos que existe e a crianças normalmente não sabe diferenciar o corpo da mãe de outras mulhres ainda, mas é importante sim esse banho para perceber e naturalizar as coisas e não ver a nudez como algo proibido ou causar traumas e medos na criança, mesmo que alguns fique com pintinhos durinhos q e normal nao tem q ser vistos como algo estranho,mas sim como natural e a mãe e que deve naturalizar isso, para futuramente a criança a tratar sem tabus e com naturalidade, gostei de seu blog parabéns.

  • paulo hug disse...

    E importante isso porém freud já relata sobre a sexualidade infantil foi o primeiro teórico que falou sobre isso muitos a criticaram , mas hj sabemos que existe e a crianças normalmente não sabe diferenciar o corpo da mãe de outras mulhres ainda, mas é importante sim esse banho para perceber e naturalizar as coisas e não ver a nudez como algo proibido ou causar traumas e medos na criança, mesmo que alguns fique com pintinhos durinhos q e normal nao tem q ser vistos como algo estranho,mas sim como natural e a mãe e que deve naturalizar isso, para futuramente a criança a tratar sem tabus e com naturalidade, gostei de seu blog parabéns.

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design