Escolhendo a escola de seu filho

8 de novembro de 2012 49 comentários
Agosto/2011

Nessa mesma época, há 2 anos passados, eu já estava pesquisando uma escola para a minha filha frequentar. Mais cedo ou mais tarde chega a hora de escolher a escola para o filho. Todo cuidado é pouco para que o que é doce não se torne amargo. Conhecer a proposta pedagógica da escola é bacana para identificar se a escola satisfaz ou não os interesses da família. Lembrando que para ser popular a escola não precisa fazer loucuras. Por exemplo, a escola mais cara, a mais luxuosa, a que recebe mais alunos de sobrenome, não é a escola que deve subir ao pódio da escolha dos pais. Em cidades do interior é comum algumas escolas deixarem de entrevistar profissionais qualificados, se eles não são de famílias tradicionais. Ou seja, se eles não são de famílias conhecidas pelo sobrenome. No momento da escolha da melhor escola vale pensar também se essa escola prioriza mais o desempenho das crianças do que as crianças. Afinal, queremos nossos filhos valorizados pelas boas ideias, pela imaginação. Refletir sobre a inclusão é importante para conhecer o ambiente que o seu filho passará boa parte do tempo. Ainda que ele não tenha necessidades especiais, observar como os profissionais da escola lidam com a questão, vale para tranquilizar os pais quanto ao ambiente confiável da escola. Para que o seu filho conheça e se enturme com os novos colegas é preciso considerar como a escola lida com determinados valores. Algumas escolas mantêm o calendário de datas comemorativas aberto às participações de alunos, família e comunidade. Outras preferem restringir algumas comemorações que contrariam os valores da proposta pedagógica da escola. E a reflexão não para por aí. É preciso dispender um bom tempo para que a pesquisa seja completa. Dessa maneira, adversidades podem ser evitadas. Fácil, não? Mas estar por dentro dos valores da família e da escola contemplará, dentre as contemporâneas ou as tradicionais, a que melhor incentiva o estilo da família e vice-versa. A escola perfeita não existe. Porém, a que não passa da conta da filosofia e nem do orçamento da família, a que vai de encontro ao coração no momento da visita, essa sim é possível encontrar.

49 comentários:

  • Juliana Reis disse...

    Concordo plenamente com você, precisei colocar Dudu na escola bem cedo, no turno em que trabalho, busquei uma escola com turma a partir de 1 ano e gostei muito! Passei uma semana na escola, indo com ele todos os dias, e só depois me senti segura.
    Ótimas dicas, esta é uma decisão muito importante que deve ser muito bem analisada.
    Beijo

  • Jackie Graça disse...

    Ótimas dicas, é uma difícil escolha, além de tudo deixar quem você mais ama aos cuidados de estranhos não é fácil, por isso tem que ser uma escolha feita com cuidado. O Davi foi 2 vezes para a mesma escola, mas apesar delas serem ótimas com ele, ele não se adaptou. Vamos ver ano que vem.

  • Genis Borges disse...

    Oi amiga, essa é uma escolha que precisa ser muito analisada, afinal é o que temos de mais precioso (nossos filhos) que passarão longo período do dia aprendendo e se relacionando por lá...
    Muito bom seu post.
    Beijo grande, Genis

  • Carol Meoli disse...

    Oi Rê, pois é, escolher uma boa escolinha para nossos filhos, não é uma tarefa fácil. Necessita de paciência e ver vários detalhes. Parabéns pelo post!!!

    Vou colocar a Babi na escolinha com 3 aninhos...

    Bjs

  • Adriana Ranzi Curioni disse...

    Olá Renata!! Ótimo texto!!! A Maria vai nao que vem e já estamos procurando uma escolinha, pesquisando, conhecendo a que melhor ela se sentirá bem!!!

    Mamães em rede está no meu blog hoje! Passa por lá!

    beijos
    Adriana
    www.minhamaricotamaricotinha.com

  • Ivna Pinna disse...

    Concordo com tudo amiga.
    Aqui em Fortaleza poucas escolas priorizam o aluno, a grande maioria os trata como clientes apenas, números apenas, potencial apenas para a escola aparecer em outdoors por toda a cidade, como a escola que mais manda alunos pra universidades A ou B.
    As que são mais parecidas conosco, são caríssimas e pra que o Enry estude lá, preciso vender meu figado -todo ano!hahaha

    Então o jeito é procurar uma intermediária, que tenha os valores parecidos com o nosso e que não pese muito no orçamento.

    Então é pesquisar, ir na escola mais de uma vez, em horários diferentes, sem marcar hora, pedir pra conhecer toda a estrutura de salas, cantina (mesmo que seu filho não use), espaço de brincadeiras.. isso demanda tempo que muita vezes não dispomos, mas não podemos esquecer que a escola tem um papel muito importante na vida do nosso maior tesouro: nossos filhos!

    Beijos

  • Renata Diniz disse...

    Oi Adriana! Obrigada! Sucesso na escolha da melhor escola para a Maria!

    Já passei no Minha Maricota e fiquei muito feliz pela sua indicação. Desde já, agradeço em nome de toda a Equipe MR.

    Beijos!

  • Renata Diniz disse...

    É verdade, comadre. Por aqui também tivemos essa dificuldade até encontrarmos essa intermediária e não precisarmos "vender o fígado"! Essa foi muito boa! E é assim mesmo, se não ponderarmos! Beijos!

  • Mamãe Monalisa disse...

    Ai que essa postagem veio a calhar. Vou começar a procurar uma escolinha pra minha filha entrar ano que vem e suas dicas serão imprescindíveis na hora de fazer a escolha certa.

    Obrigada!

  • Paula Martinelli, a Mãe da Catarina. disse...

    Começo a minha busca pela “escola perfeita” ano que vem... já imagino como vai ser difícil!!!
    São muitos detalhes que devemos observar, e principalmente, exigir da escola! Sério, eu sou uma mãe chata... certeza que vou dar umas “incertas” na escola... chegar um pouquinho antes do horário, por exemplo!
    Beijos,
    Paula Martinelli
    www.minhamaternidade.com

  • Gleysa Lopes disse...

    Mto bom o post amiga, por aqui ainda vai demorar um pouco para colocar Heitor na escolinha, e só de pensar nisso meu coração doi...ai ai ai, mais um dia vai acontecer né. Tomara que seja tranquilo, e pode ter certeza que vou me lembrar das suas dicas!!

    Bjs

    Gleysa

  • Renata Diniz disse...

    Amiga, muito obrigada! Quando chegou a minha vez, numa das escolas que visitei a pedagoga me disse que, por vezes, a mamãe demora mais a sentir segura e o filho rapidão se adapta. É assim mesmo!!! Beijos!

  • Ester disse...

    Oi Renata!
    Excelente post.. pelo que vejo no Crescendo Juntas, a escola da Laura é muito boa, vocês souberam mesmo escolher o melhor pra ela..
    Ai, é cedo ainda pra eu pensar nisso. Mas moro numa cidade muito pequena, que tem apenas 4 escolas, e não acho que nenhuma delas seja do padrão que vejo nas cidades visinhas, não tem nem um método conhecido. Vai ser complicado...
    Mas vamos deixar pra pensar nisso mais pra frente... pra que sofrer antecipadamente, não é mesmo?!
    Bjs!!

  • Deborah Gebran disse...

    A escolha da escola é muito importante mesmo, eu com todos os critérios, ainda tive problemas com a primeira. Agora está em outra e muito bem, graças a Deus!
    Lindo post, parabéns!
    Bjo

  • Cozinha de Mulher disse...

    Renata minha linda.. realmente essa é uma escolha que faz muita diferença na vida dos nossos filhos.. principalmente nas séries iniciais, pois é dali que o gosto da criança pelo estudo vai tomando forma... se a criança se deparar com um local que não lhe traga prazer ao aprender, ela logo vai associar a escola a um lugar terrível.. e isso fará com que ela não tome gosto pelo descobrir..
    Quando as formigas eram pequeninas, nunca gostei de colocar em escolas muito grande.. sempre no jardim preferia uma escola pequena, aconchegante que pudesse dar continuidade ao mundinho agradável que tinham em casa.. quando iam para o fundamental aí sim escolhia uma maior... porque já estavam seguras..
    Graças a Deus tive sorte em ter encontrado boas escolas para minhas princesas..

    A sua escolha me parece muito acertada... vejo os projetos que você apresenta e me encanto.. isso é muito bom né?
    Que Laurinha seja sempre muito feliz em seu mundinho das descobertas.. sempre.. sempre..

    Um beijo e falei demais srsrrs
    Me mande calar!!

    Sheila

  • Meriene Zamprogno disse...

    Adorei seu post, hoje mesmo estava conversando sobre isso com meu marido, não gostaria de colocar liam numa escola de numeros, onde os alunos sao metas pra dar nome a escola, T.T, eu estudei numa assim e tive bom ensino, tive...mas sinto inveja branca dos que dizem que tem amizade com as moças da limpeza, onde eu estudava eramos robozinhos, tinhamos que studar e só, quero que meu filho estude numa escola humana, segura e com bons profissionais =)

  • Nina disse...

    É... o Theo só vai pra escolinha com 3 anos, mas todo cuidado é pouco. Eu inevitavelmente já penso a respeito tbm... boas dicas!
    beijos carinhosos
    Nina e Theo
    http://www.maternizando.blogspot.com

  • ELAINE disse...

    Renata querida! Obrigada pelo carinho! Boa sorte nesta busca, pois esta é uma das tarefas mais importantes, afinal o(a) pequenino(a) vai passar grande parte de seu dia na escola e é preciso ter certeza quanto aos valores que lhe vão ser inseridos...Não tenho conseguido visitar a todos como gostaria.....
    Um abençoado e feliz fim de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

  • Anne Lieri disse...

    Renata,primeiro adorei ver a foto da Laurinha com a menina voadora na mão!Está virando garota propaganda da menina voadora!...rss...linda,obrigada!Seu texto está perfeito e quantas dúvidas cercam os pais na hora de escolher uma boa escola!De fato, essa escolha passa pelo coração!bjs e meu carinho,

  • Mell Santos disse...

    Menina escolher a escola certa não é uma tarefa fácil, eu tive a sorte de uma amiga minha me indicar depois de muita ´procura a escola que minha filha mas velha estuda desde o maternal e ela já está no 4º ano, com a pequena não foi difícil, pq eu como já gostava muita da escola da mas velha não pensei 2 vezes e coloquei ela lá.

    Seu texto é muito bom, realmente é uma tarefa bem difícil.
    Bjs Mell.

  • Salua Stankievicz disse...

    Renata muito bom seu texto, eu tenho muitas dúvidas com relação à escolha de uma escola para meu filho. Ele ainda tem 1 ano e 9 meses e por enquanto eu é quem cuido do aprendizado dele, mas daqui a pouco terei que fazer a escolha.

    Beijos

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design