Contar histórias

18 de agosto de 2014 17 comentários

A dúvida de muitos pais dizem respeito à: 

Que história contar? 
Pode-se contar a mesma história para diferentes faixas etárias?
Qual a duração de uma história? 
A partir de que idade a criança está pronta para ouvir uma história? 
São tantas dúvidas, não são?

Bom, eu comecei a contar histórias pra Bia desde bebezinha, sentava ao lado do berço, abria um livro ou inventava uma história. Na hora de contar é preciso dar vida para o texto, contar com entonação, fazendo alguns sons diferentes e atrativos.
Pode-se sim contar a mesma história para diferentes faixas etárias, pois a linguagem varia, a estrutura da história é a mesma, mas a forma de contá-la pode ser diferente. O uso de recursos vocais e expressão corporal fazem toda a diferença. Lembro que li alguns livros de Monteiro Lobato para a Bia quando ela tinha uns 4/5 anos, fazia algumas adaptações, criava um suspense e ela adorava.
Contava histórias no carro, nas viagens, na hora de dormir e na hora de ir ao banheiro (ela demorava pra terminar só pra ouvir mais histórias...rsrsrs).
Quanto mais cedo a criança tiver contato com os livros e perceber o prazer que a leitura produz, maior será a probalidade dela tornar-se um adulto leitor.

"A partir de histórias simples, a criança começa a reconhecer e interpretar sua experiência na vida real. Quando as crianças maiores ouvem as histórias, aprimoram a sua capacidade de imaginação, já que ouvi-las pode estimular o pensar,o desenhar,o criar e o recriar" (Revista Educação infantil).

Ainda tem o valor afetivo desse momento, contar e ouvir uma história aconchegado a quem se ama é compartilhar uma experiência inesquecível na descoberta do mundo da leitura!

Leia sempre para o seu filho!



Melissa Machado

Pérolas da Bia e mais histórias de mãe e professora

17 comentários:

  • Dulcinéia de Sá disse...

    Também sempre contei histórias para as minhas filhas.
    A minha filha mais velha ama ler. Todos os dias ela lê algum livro. Eu acho isso muito bom :)
    Beijinhos e Sucesso!
    http://dulcineiadesa.blogspot.com

  • Anne Lieri disse...

    Contar histórias para as crianças faz toda diferença. Posso dizer que nesse quesito acertei com minha filha que hoje é uma leitora voraz! bjs e boa semana,

  • Gisele Cirolini disse...

    Eu leio e conto histórias para minha baby desde que ela estava na barriga, hoje ela está com 1 ano e 2 meses e adora que eu leia histórias para ela.


    Bjs
    www.dicasdagi.com.br

  • Janis Souza disse...

    Uau, que post maravilhoso!! realmente incentivar a leitura é muito bom e pode e deve ser feito desde cedo! Quando as crianças ainda não sabem ler, os pais devem fazer esse papel, sempre escolhendo histórias que agradem e prenda a tenção dos pequenos. Cada um tem um jeito único e especial de contar a história, por isso mesmo aquela história já muitas vezes escutada, pode ser diferente, quando alguém novo a conta ou acha uma maneira nova de contar!
    Beijos

  • Leila Nassif disse...

    Ler para uma criança é uma forma de incentivar a leitura e fora o momento de cumplicidade de pais e filhos. Minha filha adoro que eu leia para ela e o Gui de 1 ano adora ver as figuras dos livros
    Bjs

  • Simeia Silva disse...

    Contar histórias para dormir ou durante o dia mesmo, é sempre bom,se for lendo um livro ainda, melhor ainda, isso incentiva e muito uma criança que gostará de ler no futuro..
    Amei o post.
    bjs

  • Chris Ferreira disse...

    OI Melissa,um ótimo post. Contar histórias é sempre muito divertido e estimulante. Além de contar histórias de livros podemos inventar. como você falou, ou contar histórias nossas. As minhas filhas adoram ouvir as histórias de quando eu era criança.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design