Filhos, melhor não tê-los?

21 de outubro de 2012 53 comentários
Por Andreia Cristina, do blog: Pititico

A caminho do trabalho, conversava com uma amiga. Ela perguntava sobre o pititico e eu contava satisfeita o que ele anda fazendo. Ela comentou que era bom eu ter a minha mãe pra olhá-lo pra mim enquanto eu trabalhava e que nunca quis ter filhos. De repente soltou uma pergunta acompanhada de resposta:

- é complicado né? Ter filho pra outra pessoa cuidar.

Não houve maldade eu sei. Mas eu fiquei paralisada. Não conseguia pensar, falar nada.

Fiquei chocada. O que pensar sobre isso? Você já pensou? Eu nunca pensei.

Então não deveríamos ter filhos?

Se trabalho fora, por necessidade ou gosto, não deveria ter filho? Se tiver que deixá-lo com a minha mãe, babá, ou creche não deveria tê-lo?

Nada disso. Quantidade e qualidade são diferentes. Se não posso passar o tempo integral com ele, aproveito o tempo que tenho da melhor forma.

Ela continuou falando, explicando porque não os queria. Coisas do tipo: o mundo está pra acabar; os recursos são poucos e as pessoas só aumentam; a água estará escassa daqui alguns anos; criar filhos hoje está muito difícil etc.

Já ouvi e li algumas coisas que me entristecem:

"Filhos são uma grande fonte de felicidade. O problema é que eles transformam todas as outras fontes de felicidade numa porcaria";

"a definição para o sentimento de criar filhos é: tanta felicidade e nenhuma diversão";

"filho é muito mais trabalho que prazer".

Mas o que é felicidade?

Segundo o dicionário, felicidade é qualidade ou estado de quem é feliz; bem-estar; contentamento; ventura; bom resultado; bom êxito.

Feliz é: ditoso, afortunado, alegre, contente, satisfeito.

Diante desses significados penso que a felicidade está em diferentes fontes pra cada pessoa. Cada um se satisfaz com algo.

Então porque alguns pais sentem-se frustrados com a chegada do bebê?

Serão pelas cólicas, as noites em claro, pelos seios rachados, pela queda do cabelo, pelos quilinhos a mais?

Eu conheço pais frustrados por esses motivos. Porque acharam que filho era boneca sabe? Mas aí perceberam que o bebê precisa de alimento, banho, amor, colo, atenção, tempo.

Pais que preferem qualquer outra coisa a ficarem com seus filhos. Que acham as crianças trabalhosas demais.

Mas crianças não dão trabalho, são dependentes. Precisam dos pais ou quem estiver cuidando delas porque são incapazes de se virarem sozinhas. Isso é dependência, não trabalho.

Eu não quero julgar aqueles que decidem por não ter filhos. De maneira alguma! Mas precisamos entender que a escolha é nossa! E que a renúncia faz parte da maternidade e paternidade. Nossos filhos não podem e nem devem ser vistos como peso.

Aquela conversa desencadeou muitos pensamentos e cheguei a uma bela conclusão: o meu filho é uma fonte de felicidade indescritível para nós (meu marido e eu). Não imagino a nossa vida sem ele.

Andreia e o seu Pititico

53 comentários:

  • Andrea disse...

    Aqui, somos Mamães em Rede, diferentes, mas nem por isso estamos certas ou erradas. Na verdade, todos estão certos com suas escolhas.... elas são certas pra cada um. Não nos cabe achá-las erradas por serem diferentes das nossas.... Ótimas idéias, Andreia. BeijoBeijo. Andrea e Lara. http://coisas-da-lara.blogspot.com.br

  • Bruna Laiz disse...

    Olha achei legal esse topico. Sim concordo com a menina , a agua vai acabar , o mundo vai acabar , a violecia está que tá !
    Morro de medo , e vivo perquntando pra Deus o que será do meu filho no futuro , póis a tendencia infelismente é só piorar. Porem concorco plenamente com vc , filho é a doce alegria de viver. Meu filho nao foi planejado , aconteceu . me desesperei mas hj vejo qe valeu a pena. Ele está me mudadndo para qe eu saiba educar ele. Hj eu nao jogo lixo na rua, nao deixo agua aberta , pqe sei qe um dia a agua va acabar e eu penso assim : A gente planta o que colhe , vou tentar colher frutos bons , para meu filho colher frutos bons , sei qe é meio doideira mas eu sou assim ^^ To tentanto fazer o bem , para ele ver desde de peqeno qe sou um "exemplo" entendeu ? bom se nao , nao a culpo sou estranha kkk' E Oro muito pelo meu filho , sempre oro, para que Deus o prepare para o futuro e o proteja , mas se me perquntar ,quer outro filho ? NAO ! NAO, NAO NAO MESMO! Quero só um pqe realmente o mundo está dificl e até pqe ja me sinto completa ... quero dar tdu do bom e do melhor para meu bebe. Trabalhar ou deixar em creche nao significa qe vc está largando ,e sim PRIORIZANDO o futuro dele ;) pois sentada vc nao vai conseguir NADA. ( perdão pelo testo enorme).

  • Gleysa Lopes disse...

    Andreia que bela participação! Adorei o seu post! Concordo com vc, cada um decide o que quer da vida, o problema são os julgamentos que algumas pessoas fazem sem saber o que estamos vivendo, só quem é pai ou mãe pode saber como é bom ter um filho, minha vida mudou muito, e para melhor, hj sou muito mais feliz com o meu pequeno, ele dá trabalho sim, mas é um trabalho gostoso, com aquele sorriso que desmancha o meu coração! COM ELE APRENDI SER MAIS HUMANA! APRENDI SER MÃE!!

    Bjs

    Gleysa
    www.demamaeursa.com

  • Ivna Pinna disse...

    Ah, eu já sou daquelas que é melhor tê-los sim! Mas como vc bem explanou, é o meu ponto de vista.
    Eu sei que sou meio pinel, mas não acredito que o mundo vai acabar amanhã, e SE QUISERMOS, podemos mudar as coisas. Cuidar do planeta, melhorar a violência, etc. Pode ser conversa de sonhadora? De otimista? Pode. Mas prefiro e quero acreditar!

    Beijos

  • Lizandra Damiani disse...

    Renunciar nao e fácil pra todo mundo, mas aqueles que se dispõem a aprender e decidem renunciar a sua própria vida recebem uma recompensa que nao tem preço..a realização diária de cumprirmos nossa missão de mãe...fomos chamadas para essa missão qdo Deus no deu nossos filhos ... Missão de formar uma vida...só Ele pra nos dar forca e sabedoria dentro da realidade de tempo de cada uma de nos..abraço Andreia e parabéns ...

  • Cida Kuntze disse...

    Andréia, eu também não consigo me imaginar sem a minha filha. É uma felicidade imensa.
    Mas as pessoas que não tem filhos, que não passaram por essa experiência, não falam por mal essas coisas, é que o medo do mundo, das coisas que acontecem, que são estampadas todos os dias nos jormais, as fazem pensar que ter filhos pode ser um problema.
    Mal sabem elas que se tivessem um filho, nossa, estariam babando por eles...rsrsrs.
    Eu dou desconto sabe... nem ligo...rsrsrs.
    Beijinhos... gostei muito de vê-la por aqui.

  • Toninha Ferreira disse...

    Oi!!!!!
    Vim convidar a vc para o sorteio que está ocorrendo no meu blog. É só acessar o link e boa sorte.
    http://toninha-ferreira.blogspot.com.br/2012/10/esta-rolando-sorteio.html
    Tenha uma semana abençoada.
    Bju

  • Renata Rocha disse...


    Filhos são bençãos do Senhor...eu demorei pra decidir de queria filhos ou não, mas quando me decidi,me entreguei de corpo e alma, amo minha filha e não consigo ver minha vida sem ela hoje. Adorei suas palavras Andreia, vc é uma ´´´ótima mãe

  • Mamãe Roberta Soares disse...

    Lindo seu post Andréia. Eu amo ser mãe. No moment sou em tempo integrasl e isso me faz muito feliz. To sempre babando em cima!!! Minha vida sem ele seria incompleta. Muito mudou em nossa vida, mas apesar de ter que abrir de algumas coisas, a troca foi mais que justa. Amo meu filho por demais!!!
    Bjs
    http://matheusmeucoracao.blogspot.com.br/

  • Jackie disse...

    Adorei o Post e já pensei sim desse jeito de" por que eu tive o Davi se eu não consigo cuidar?", a minha gravidez me pegou de surpresa em uma época que eu tinha problemas de saúde e achava que só engravidaria com tratamento, ou seja nada foi programado, muito menos minha condição financeira. Esses questionamentos foram logo quando tive que deixa-lo para voltar a trabalhar, mas esses dias fiz um post assim,no dia das crianças, eu manejo o meu tempo o máximo que posso para ser presente na vida do Davi, me esforço mesmo pela qualidade do nosso tempo juntos. Dá muito trabalho é verdade mas não viveria sem ele, mas também não pelo trabalho que dá,mas por te-lo e não poder cuidar dele o tempo todo, decidimos não ter outro até que a situação "tempo" e EU cuidando do MEU filho mude, não seria justo com a minha mãe, eu ter outro filho e ela criar. Mas essa está sendo uma escolha nossa, nós nos dedicamos a conseguir tempo pro Davi e até agora tem dado certo, mas se não fosse minha mãe, não seria muito fácil.

    bjusssssssssssssssssss

  • Erica Bosi disse...

    Concordo com você.
    Certa vez me disseram que sabiam de quantos sonhos eu havia aberto mão por causa da minha filha, e eu respondi: continuo lutando pelos mesmos sonhos, só que agora incluem ela.
    Suas reflexões sobre felicidade me lembrou um antigo post meu. Se quiser conferir, segue o link:http://www.educasempre.com/2011/03/e-possivel-definir-felicidade_30.html

  • Caroline Carvalho disse...

    Andréia querida, primeiro que delícia te ler aqui, já adoro seu blog e ainda te ler em outros lugares, me deixa muito contente.
    Segundo, que reflexão linda a que fizeste. Aqui passo por um inconveniente parecido, o que acontece é de as pessoas julgarem a questão dos gêmeos, da dificuldade, já ouvi cada coisa, que se contasse ninguém acreditava, dias atrás uma mulher que me viu no mercado com os dois quando confirme a pergunta dela de que sim são gêmeos, ela se benzeu e disse... Cruz Credo...
    Pensa...
    Respondi a ela que eu também me benzo todos os dias, mas para agradecer a Deus, porque ele me enviou os meus dois maiores amores.
    Acredito que nem sempre as pessoas compreendem o prazer em ser pai e mãe.
    Beijos

  • Andreia Cristina disse...

    Então Gleysa, cada um é livre pra decidir né? E concordo com você quando diz que aprendeu com seu filho a ser mais humana. Eu também mudei MUITO com a chegada do Pititico!

    Beijo!

  • Andreia Cristina disse...

    Eu acho que esse pensamento é comum Jackie. Eu também já pensei, me senti culpada...mas eu não deixo de amar e cuidar do meu filho, de jeito nenhum! Ah, penso no segundo filho, mas também tô querendo ficar em casa quando isso acontecer.

    Beijo!

  • Genis Borges disse...

    Conheço um casal (da minha família) que optou por não terem filhos. É difícil aceitar esta decisão, mas a decisão é deles, quem poderá julgar.... mas uma coisa eu sei, ter filhos é ter a melhor e mais incrível experiência de nossas vidas!!
    Só não aceito pessoas negativas perto de mim e que só sabem falar mal dos filhos... ai ai
    Bjus amiga e obg pela linda participação!

  • Anne Lieri disse...

    O que eu acho ruim de quando minha filha era bebê,foi quando acabou a licença maternidade e tive que voltar a trabalhar.Ela ficava numa casa na esquina da minha escola,com uma senhora de confiança cuidadora de crianças e eu ia amamentar nos intervalos.Mesmo assim,me sentia culpada e confesso que ainda me sinto!Coisa que talvez venha da minha geração!Mas sei que é bobeira,a criança fica bem e precisa aprender a ser mais independente porque são poucas as mulheres que podem se dar ao luxo de não trabalhar fora hoje em dia.Adorei seu tema,muito bem colocado!bjs,

  • Mamãe Nádia disse...

    Eu respeito quem não quer ter filhos, acho que alguns casais nem devem ter mesmo, não é qualquer um que deve ser pai. Mas também as pessoas deveriam ter consideração e não ficar fazendo comentários desses na frente de quem é pai.
    Muito indelicado, e aliás parece até que a sua felicidade estava afetando aquela pessoa e colocando algumas dúvidas na cabeça dela. Afinal, porque parou pra refletir sobre o assunto?
    Beijos!
    www.mamaenadia.com
    www.asosmamaenadia.com

  • Ju.Marc. disse...

    Vc não tem um filho pra outra pessoa cuidar. Existe uma diferença grande entre criar e ajudar a cuidar.
    Complicado é não tem filho por medo. Seja qual medo for.
    Meu filho não foi planejado, porém é ele quem me traz felicidade na vida.
    Não há muito o que refletir, se você está feliz, é isso que importa não é?
    Bjuss

  • Prô Cris Chabes disse...

    Andreia não consegui comentar esse lindo texto de primeira.
    Parei para pensar enquanto lavava a louça
    E voltei para o computador para deixar meu recadinho:
    Não sei o que seria da minha vida sem meus filhos
    Eles são a razão da minha vida, do meu dia a dia, do meu casamento ser uma união de amor e amizade até hoje.
    Por quem faria e por que se eu não os tivesse tido.
    Agora, olhando o mundo como está hoje, já pensei que ter filhos não é uma atitude de razão, caso contrário não os teríamos.
    Ter filhos é uma atitude de pura emoção e por isso rimos e choramos ao mesmo tempo diante de cada palavra, gesto, conquista, dificuldade e alegrias que nossos filhos nos trazem.
    Que você e seu marido possam curtir cada momento ao lado do filhote.
    Deus os guarde.
    Beijocas
    Cris Chabes

  • Brenda Kayene disse...

    Meu marido citou uma frase que direto eu aplico. Diz: "Ignore os ignorantes".

    E digo ignorantes não no mal sentido, mas sim no sentido da pessoa IGNORAR, não SABER a DELÍCIA que é ser mãe, o quanto a gente se sente culpada infinitas vezes (a ânsia de acertar sempre) e portanto, fala o que não deve. É minha cara ter uma reação como a sua: ficar muda.
    Tenho medo de xingar, falar o que não deve porque não é fácil...

    Acredito que cada um sabe o que é melhor pra si. Umas largam mão de tudo para se dedicarem totalmente a maternidade; outras querem voltar a estudar (como eu) e trabalhar simplesmente porque GOSTAM de estudar/trabalhar, além de ficar em casa. Isso não é abandonar, negligenciar e nem deixar pra outra pessoa criar.
    Passe tempos de qualidade com o seu filho, assuma total responsabilidade sobre ele e aí não vai importar se você passa 24 hrs ou não com ele. Muitas trabalham justamente pra isso: em busca do melhor para o filho.

    Quando vejo que algumas pessoas vão falar certos absurdos, já corto e falo: "Mas é difícil, SÓ SENDO MÃE PRA SABER. Vc pode imaginar.. supor.. mas SABER, só quem é."

    E ponto.

    Parabéns pela postagemm!!!!
    Muito emocionante o último parágrafo!
    Beijos!!!

  • Evanir disse...

    Li sua postagem fiquei Atônita.
    Ser mãe é uma benção uma dadiva de Deus.
    Carinhosamente seguindo seu blog.
    Um feliz final de semana beijos meus,Evanir.

  • Re Makiyama disse...

    Adorei o post, sempre escuto essas coisas tb.
    Penso como vc, mesmo não ter planejado o Vini, ele é um fonte ingesgotável da felicidade pra mim.
    É um presente de Deus que cuido com todo amor.
    bjs

    www.viniciusmamaequedisse.com.br

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design