Amizade entre pais e filhos

13 de março de 2013 20 comentários
Olá mãezinhas,

Hoje é um dia muito lindo, muito especial pra mim, é o dia do aniversário da minha melhor amiga, minha companheira, minha amada e querida mãe!!!

E já que além de mãe e filha somos muito amigas, decidi hoje vir falar sobre isso, "Amizade entre mãe e filhos".

Acredito que tudo começa do ventre, com muita conversa, para o bebê assim se acostumar com sua voz e com suas palavras de aconchego.

O jeito é conversar bastante, perguntar pra criança o que ela fez hoje, com quem brincou, se está bem, e assim vai. Tem mesmo é que puxar papo com os pequenos. 

Tudo bem que quando crianças as coisas ficam mais fáceis e difícil mesmo é na fase da adolescência, que eles acham que os pais são "inimigos", que não podem falar nada dos seus segredos e assuntos, porque acham que os pais só vão reprimir, dar broncas e dizer poucas e boas. Por isso, muitos adolescentes deixam de falar, conversar com os pais por esse motivo.

Lembro-me muito bem que nessa fase eu continuava amiga da minha mãe, mas eu selecionava o que queria que ela soubesse de mim. 

Os pais, tem que escutar os filhos, ter um tempo para deixar eles falarem o que aconteceu na escola, o que eles querem estudar quando ficarem mais velhos, quais são os sonhos deles, que lugar gostariam de conhecer e por aí vai. 

Muitos pais não conhecem realmente seus filhos, nem sabem do que eles gostam ou deixaram de gostar. As crianças crescem, mudam seus gostos, e não podemos deixar isso desapercebido. Mostre interesse pelos interesses dos seus filhos. 

Não sou mãe de adolescente, mas tenho muito vivo em mim essa fase da minha vida e lembro muito bem como eu pensava a respeito de contar as coisas pra minha mãe. 

Então, temos que evitar de dar bronca enquanto o adolescente estiver se "abrindo" e se der bronca, acabará afastando o jovem. O jeito é dar conselhos e não sair brigando e falando que isso está errado e blá blá blá... para não sair ouvindo do filho "Por isso que não te conto as coisas!"

Amizade entre pais e filhos é lindo e todo mundo deveria exercer essa função, além de ser pai e mãe, podem sem dúvida ser amigos dos filhos. 

Mas, claro não se pode esquecer quais são as verdadeiras "funções" de pais e filhos. Eles tem que ter o respeito de mãe e filhos e não de amiguinhos. Que isso fique bem claro nessa amizade de vocês.

Minha mãe é muito minha amiga, até hoje, conversamos sobre tudo e desabafamos, porque querendo ou não, a mãe é a única pessoa que você poderá contar nas horas boas e ruins, porque amigos nos viram as costas, nos abandonam, fazem espalhando pra geral o que a gente confidenciouEntão, mãe é mãe, e pode sim ser sua amiga!!!

Então meninas, mãos a obra e vamos ser amigos das crianças!!!



Beijinhos e até o próximo post!!!



20 comentários:

  • Divagações da Mamãe Tê disse...

    Carol, parabéns primeiramente a sua mãezinha.

    Vejo muitos especialistas falando que pais não podem ser amigos dos filhos. Mas acho que há um pensamento radical. E sigo a teoria do que você falou: ser amigos mas cada um sabendo quem é pai e mãe e quem é filho. Funções diferentes...

    Mas eu acho lindo a amizade entre pais e filhos e necessária. Pq também como você falou, na adolescência, sermos o "ouvido" deles, para que eles não cheguem um dia e falem que não conseguimos escutá-los.

    Interessante que fiz um post exatamente com esse titulo tempos atrás. Se quiser dar uma olhada
    http://www.bolhinhasdesabaoparamaria.com.br/2012/03/amizade-entre-pais-e-filhos.html

    Convidada e todos os leitores do MR também.

    Acho super valida a amizade entre pais e filhos, pois como você relatou, quando o mundo vira as costas pra ele quem estará perto são os pais...

    Vou me esforçar sempre pra ser a melhor amiga de Maria..

    Beijos...

  • Camila Carvalho disse...

    o diálogo foi e sempre será TUDO em qualquer tipo de realação na vida , principalmente com filhos né Carolzinhaa?
    Parabéns pelo post!
    muitooo bem escrito...
    bjão
    perolasdealanis.blogspot.com

  • Jackie Graça disse...

    Bom dia Carol, ameiiiii seu post. a minha mãe com certeza é a minha melhor amiga, realmente a fase da adolescência é dificil, mas o mais interessante entre nós duas é que ela nunca se fez de santa, me contava as divagações dela em época de adolescência, me contava tudo. Então eu tinha a liberdade de chegar em casa da balada e dizer " Mãeeeeee conheci um cara muito lindo ...." kkkkkkkkkk e ela sempre estava acordada me esperando chegar. Minha mãe foi mãe aos 18 anos, então acho que essa pouca diferença ajudou a não criar a distância do " Na minha época ....".

    Bom é isso, ameiiii demais o seu post bjus.

  • Jackie Graça disse...

    ahhh sim, afinal são nossas mães acima de tudo, também rola aquela vergonha, ou a fase do "você não me entende". Mas graças a Deus isso passa, e quero muito ser amiga do meu filho, mesmo sabendo que com menino é mais fácil a amizade com o pai.

    bjus

  • Anne Lieri disse...

    Carol,felicidades á sua mãe e que ela tenha muita saude tb!Excelente o seu texto,mostrando a importancia do diálogo entre mãe e filho.Parabéns pelo enfoque perfeito!bjs,

  • Carlah Ventura disse...

    Parabens para sua mamãe!!!
    Aqui em casa eu zelo muito essa amizade com minha filha, tento deixa-la sempre a vontade pra conversar comigo tudo que ela tenha vontade e mantemos um dialogo muito aberto. Sou do tipo moderna mas não deixo de impor o respeito. Acredito que sou sim uma grande amiga da minha filha.

    http://minhavidaintensa.blogspot.com.br/

  • Deborah Gebran disse...

    Amizade entre pais e filhos é realmente importante... É dentro de casa que devemos ter alguém para confiar, contar tudo, orar junto e dar muita gargalhada também!!
    Parabéns pelo post Carol!
    Beijo

  • Genis Borges disse...

    Carol, minha mãe sempre usa a seguinte frase "Quando a barriguinha doi, só mãe pra resolver" e é a mais pura verdade. Na hora dos problemas 'de verdade', só a mãe da gente pra ajudar, defender e dá aquele toque!
    Eu quero ser sim, uma grande amiga de JM.
    Bjs.

  • Carol Meoli disse...

    Isso mesmo Carlah, acho que tá aí o começo de tudo. A amizade entre pais e filhos é essencial, não acha?

    Obrigada por participar com seu comentário.

    Beijo

  • Carol Meoli disse...

    Eu também acho, só na mãe podemos confiar de verdade e podemos contar as horas mais aflitas. Ela sim, sempre estará ao seu lado pra te ajudar a levantar!!!

    Beijos

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design