Estimulando seu filho a comer melhor

17 de maio de 2013 5 comentários

A criança é totalmente dependente de seus responsáveis e criar hábitos corretos alimentares é responsabilidade dos adultos. Sendo assim, desde pequena, a criança precisa ser orientada e estimulada a ter bons hábitos alimentares. 

A melhor maneira de começar é dando exemplo. Se você quer que seu filho coma frutas e legumes e você não come, isso se tornará confuso pra eles.

Outra coisa importante é que a criança precisa experimentar e, para isto, é necessário que os pais ofereçam vários tipos de alimentos para que ela conheça e experimente e, é claro, opte por suas preferências, pois assim como temos nossas preferências alimentares, nossos filhos também tem e terão. O importante é incentivá-los a provar novos sabores e até insistir a provar novamente aquele alimento que não muito lhe agradou.

Eu passei um longo período da minha vida achando que não gostava de cebola. Isso porque eu só tinha experimentado uma vez (que eu me lembre). Quando casei, meu marido sempre pedia pra eu acrescentar cebola na comida e pela insistência dele eu acrescentava e hoje não "vivo" sem cebola, seja crua ou cozida.

Além desses dois procedimentos importantes, dar o exemplo e oferecer vários tipos de alimentos, outras coisas também são importantes para desenvolver uma alimentação saudável e variada para seu filho:

- Um prato colorido e divertido, chamará muito a atenção dele e causará maior interesse em experimentar.

- Não force, não brigue. Fale baixo com a criança. Se ela não quiser comer, não substitua a refeição por outros alimentos (sucos, iogurtes, biscoitos). Ela terá fome e você terá uma nova oportunidade de lhe oferecer a comida novamente.

- Não permita que a criança se alimente andando, brincando, assistindo TV, etc. O momento da refeição precisa ser tranquilo e, se possível, com o mínimo de intervenção externa.

- Os horários fixos para as refeições são muito importantes. A criança começará a entender que naquele momento é necessário parar o que está fazendo para se alimentar.

- Frases positivas, como "Você está forte" "Parabéns, comeu tudo!" estimulam a criança a comer.

- Não faça trocas "Se você comer, te dou um chocolate..." Dessa forma você irá condicionar o comportamento dela à chantagens, trocas.

- Chame seu filho para participar do preparo das refeições ou dos pratos. Ele se sentirá muito estimulado e importante. Aqui sempre funciona.




Espero ter ajudado com essas dicas. Dicas simples que utilizo no dia a dia com meu filho de 3 anos.


Grande beijo,




5 comentários:

  • Divagações da Mamãe Tê disse...

    Amiga Genis, eu acho que todo esforço é válido e necessário.
    Ótimas dicas as suas e vejo sempre JM comendo com gosto.

    A família acaba influenciando a gente, assim como o seu marido fez.

    Lá em casa também somos bem regulados e Cris me influenciou até a tirar açucar do café..Hoje tomamos café puro. Agua e pó...

    Tudo é costume, bom senso e consciência. As crianças são resistentes mas se os pais forem também e não darem exemplo, tudo fica mais dificil.

    Nutricionistas falam que devemos repetir os alimentos para as crianças aprovarem pelo menos 8 vezes...

    E muitas vezes desistimos na primeira.

    Nosso comportamento é bem parecido com o de vocês... E também tem dado certo.

    Parabéns pelo post. Acho que quanto mais consciência para todos melhor.

    Beijos querida...

  • Andreia Cristina disse...

    Dicas ótimas sim! Acho que a pior coisa para os pais é o filho não comer bem! Mas não dá pra obrigar. O jeito é ir dando um jeitinho até conseguir.

    Aqui não temos problemas com a alimentação, o Pititico come muito bem!

    Beijo!

  • Carol Meoli disse...

    Pois é amiga, a coisa tá ficando meio difícil em casa, quando se fala de alimentação.
    A Babi é boa de garfo, mas ultimamente tem sido seletiva. Anda enjoada... e fala "ai, quédi" (ai credo), quando tem nojo.
    Eu como muitas frutas, e legumes, verduras, mas a bonequinha anda rejeitando certos alimentos.
    Café da manhã já não quer mais, acorda sem fome e logo em seguida quer comer comida cedão! Feito o pai dela!!!
    Ela sempre amou carne, tanto que foi uma das primeiras palavras a ser dita por ela, mas agora, não quer saber, até mastiga, mas depois diz que não quer e joga na minha mão, ou dá para as cachorras!!!

    Beijos

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design