Esperando a vez de falar

27 de novembro de 2013 10 comentários
Olá mamães...

Bom dia!!!

Lá em casa tenho uma tagarela que fala mais que o homem da cobra! 
E repete tudo que ouve, e essa fase é perigosa!!!

Sobre palavrões isso eu fico despreocupada, porque eu não falo de jeito nenhum perto dela, por mais que eu seja desbocada, perto dela sou uma boa mãe, rs.
Sou uma mãe "rígida" em certas coisas, e uma delas é no linguajar. 
Não deixo minha filha falar nada demais, nem um "BUNDA" eu deixo ela dizer. É BUMBUM e não BUNDA.

Você nesse momento deve estar pensando: Nossa, como a Carol é chata!!! 
Sou chata mesmo!!! Isso não é segredo, e de forma nenhuma me ofende, ok?! Então fique a vontade para me achar!!! rs
E sou a prova de que o peixinho não é como o peixe. Ufa!!!

Com certeza vocês que estão com crianças em casa da idade entre 2 e 3 anos, tem que tomar o maior cuidado com o que é dito perto das crianças.
Em casa temos que falar em códigos ou mudar os nomes de algumas pessoas para evitar choros ou que ela entre na conversa. 

Na minha época quando os adultos falavam, não podíamos falar junto, tínhamos que esperar eles acabarem para assim falar alguma coisa. E ouvia muito que criança não se mete em assunto de adulto. E isso lá em casa anda meio difícil. Ela fala pelos cotovelos e não deixa a gente conversar. 

Tenho que ficar explicando para ela esperar a mamãe parar de falar para ela falar. Tipo aquele ditado meio esdrúxulo: "Quando um burro fala o outro abaixa as orelhas".  

E acho importante isso, da criança ter hora certa para falar ou de entrar no assunto de adultos. 



E como é por aí?

Beijos


Até o próximo post!!!



 

10 comentários:

  • Mãe da Loly disse...

    Olá, prazer, eu sou uma chata tb!!!! rsrs
    Por aqui estamos na mesma!!!!
    Tb acho importante minha filha aprender a esperar para falar, mas por enqto não tenho mto sucesso... ela interrompe o tempo todo!!! :(
    Mas espero que com o tempo aprenda!!!
    Beijos,
    Dani www.maedaloly.blogspot.com.br

  • Juliana Pelizzari Rossini disse...

    Aqui em casa meu filho de 3 anos e 4 meses, está começando agora a esperar a vez dele. Ele também é muito falante, tagarela mesmo...rs
    É difícil ajudar quando o filho fala muito, pois a ansiedade aflora muito...
    Mas não posso desistir e também inibir, pois essa é a personalidade dele...
    Vida de mãe não é fácil, mas uma delícia.
    Beijos,
    Ju.
    http://www.maesemfronteiras.com.br/

  • Desirée Tapajós disse...

    Carol mas uma mãe chata de plantão rsrsrs.

    Lendo seu poste me lembrei que meu pai só me olhava e já sabia qual era meu lugar, nem pensar em me meter numa conversa de um adulto. Vou te dizer tá difícil de ensinar isso para minhas trigêmeas, elas falam sem parar, se metem nas nossas conversas, mas vamos conversando e explicando que não pode, que é feio se meter na conversa alheia, que é feio não esperar para falar e quem sabe uma hora elas entendam. Vamos ora.

    Tri-beijos Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

  • Lyanna Souza disse...

    Tive essa mesma educação. Lá em casa não se ouviam palavrões e nós ( as crianças da casa) não podíamos interromper os adultos. Parabéns pela educação que estás dando a tua filha!!! Bjos!!!!

  • Carlah Ventura disse...

    olha bem verdade que temos que nos policiar se não queremos ver nossas crianças desbocadas
    aqui a filha é que nos corrige quando as vezes sai um palavrão ela por ventura escuta.
    mas quanto a deixar a gente conversar sem se meter ou interromper, isso é algo que acontece muito e estou sempre repreendendo-a.Carlah Ventura - Intensa Vida

    muito bom seu post, bjs

  • Beatriz Bragança disse...

    Boa tarde,minha querida
    A minha neta de 4 anos quer ser o centro das atenções,até no falar.Já lhe incutimos que,cada um tem a sua vez.
    Quando está para chegar do infantário, a minha filha pergunta-me:Como vamos lidar hoje com essa explosão de energia?! Mas,aos poucos,lá vamos conseguindo.
    Temos de ser,por vezes duras com as nossas crianças,porque a vida sê-lo-á ainda mais.
    Parabéns pelo seu artigo.
    beijinhos
    Beatriz

  • Gleysa Lopes disse...

    Aqui meu pequeno também fala pelos cotovelos e as vezes se intromete na conversa dai falo a mamãe ta conversado mas ele quer e atenção mesmo sabe? Então a arte de educar e desafiadora!!

    Beijos

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design