Respeite o tempo do seu filho!

14 de janeiro de 2014 9 comentários

Vocês já perceberam como nós, mães, somos apressadas quando o assunto é o desenvolvimento dos nossos filhos! Tenho observado muito isso no meu dia a dia, as mães querem sempre que seus filhos cresçam e se desenvolvam igualzinho ao filho do vizinho, e aí começam as cobranças e comparações...

A criança mal começa a rolar, já querem que ela engatinhe. Então ela começa a engatinhar e já ficam ansiosos colocando ela em pé em todo lugar para que ela ande.Quando começam a falar, estão na escolinha, já ficam logo querendo saber quando aprenderão a escrever...e por aí vai!

É importante saber que cada criança tem seu tempo e se a escola perceber algum atraso, com certeza a família será avisada!

Aproveitem cada momento, curta com intensidade, comemore cada conquista, mas não deixe que a ansiedade tome conta. A estimulação pode e deve ser feita, mas de acordo com a idade da criança. Parece que o bebê precisa ser estimulado o tempo todo! Não precisa ficar ensinando formas geométricas e cores pra um bebê só porque ele tem um brinquedo de encaixar, deixe-o brincar, explorar primeiro as formas.

Segundo o pedagogo Paulo Fochi em entrevista para a revista Crescer, o currículo para uma escola de Educação Infantil deve compreender as práticas do cotidiano como uma das formas de construir conhecimento. A criança aprende no dia a dia,nas brincadeiras,na interação com o outro! É preciso dar tempo para o bebê ser bebê, garantindo um espaço adequado para explorar o mundo, sem antecipar algo que pode ser descoberto depois, quando tiver muito mais sentido!

Já vi mãe de criança com 2 anos, querendo que ela fizesse treinos mecânicos de cobrir pontilhados para que ela aprendesse a escrever seu nome logo, um crime contra a criança! Existem outras formas para estimular a coordenação motora fina nessa idade, de forma lúdica: que tal brincar de massinha, picar e amassar papel, entre outras atividades muito mais divertidas!

Pra quê essa pressa? Aproveite melhor o tempo com seu filho e brinque muito! Respeite o tempo dele!

O aprendizado vai acontecendo naturalmente, sem stress!

Beijos



Melissa Machado

9 comentários:

  • Iolanda Lopes disse...

    A felicidade é uma equação relativa, acredito que ligada mais ao afeto, ao amor, que a outras capacidades intelectuais.
    E o que mais desejamos para nossos filhos?
    Um dia abençoado

    http://feitocomcarinhodemae.blogspot.com

  • Larissa Andrade disse...

    Oi Melissa!
    Adorei o seu post e também vejo isso acontecer com muita frequência..
    Até eu já cheguei a fazer algumas comparações, principalmente na escolinha, mas sabe... relaxei e parei, pois entendo que as etapas existem e não devem ser puladas...procuro vivenciar com minha filha as suas fases, evitando comparações! Se ela já consegue fazer algo, ótimo, e vibramos! Se ainda não consegue, vamos estimulando, respeitando até chegar o seu momento, simples assim!
    Aqui na minha cidade, a impressão que tenho é que as próprias escolas estão "cobrando" demais de crianças tão pequenas e, com isso, os pais acabam fazendo essas comparações. Afinal todos querem ver o nosso filho na frente, quem não quer?
    Se as crianças vivenciarem suas fases por inteiro, mais felizes serão!

    Beijos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

  • Genis Borges disse...

    Oi Mel, penso exatamente como vc.
    Cada criança tem seu tempo e seu próprio desenvolvimento.
    Sabe que com as criação de blogs maternos, essas comparações se tornaram insuportáveis.
    Por aqui (família) sempre comparam JM, mas eu corto logo no início da conversa.
    Adoro seus posts.
    Bjus

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design