Como identificar uma criança superdotada

17 de fevereiro de 2014 13 comentários

A criança superdotada possui uma inteligência superior as de outras crianças da mesma faixa de idade, além disso, essa criança possui uma grande imaginação, criatividade e uma curiosidade extrema que a leva a procurar resposta para suas perguntas sozinho. 
Os pais podem perceber sinais, mas somente um profissional poderá afirmar se a criança realmente é superdotada, pois os pais e professores podem confundir o interesse demasiado em um único assunto com uma criança superdotada. Apesar disso, existem algumas características que os pais podem observar e assim caso necessite levar ao profissional. As principais características são:
* Dorme pouco;
* Diz sua primeira frase com 12 meses;
* Mantém uma conversação entre 18 e 24 meses, com um vocabulário difícil a sua idade;
* Fala sua primeira palavra com 6 meses;
* Alta capacidade criativa;
* Aprende todo o alfabeto até os dois anos;
* Aprende a ler em um curto período de tempo;
* Preocupação com assuntos de moralidade e justiça.
* Perguntas por palavras que não conhece desde os 3 anos;
* São independente e introvertidos;
* Muito observador;
* São, aparentemente, distraídos.
* Gosta de conversar com crianças de uma maior idade.
* Crítico consigo mesmo e os demais;
* Se aborrece facilmente na escola por já saber de tudo que é ensinado;
* Sentem-se incompreendidos e estranhos.

Apesar de sempre acharmos nossos filhos as crianças mais inteligentes que existem, se você perceber essas características em seus filhos, procure ajuda de um profissional para tirar suas dúvidas e ajudar a criança da melhor maneira possível. O que pode acontecer é que as crianças superdotadas apesar de serem super inteligentes, ainda não estão preparadas emocionalmente, por essa razão é muito importante os pais ao perceberem essas características procurarem receber orientação e assim ajudar a criança para que a sua própria inteligente não seja um sinônimo de isolamento de outras crianças.

Fonte aqui.



13 comentários:

  • Mãe de Moleque disse...

    É lembrando sempre que superdotação, não deve ser confundido e classificada apenas por habilidades. Por exemplo crianças hiper- estimulada também pode ter uma série destas característica e não se superdotada.

    O Albert Einstein, por exemplo dizem que tinha dificuldades na fala é foi o que foi.

    Hoje em dia até por alguns métodos como o do Glenn, crianças começam a falar e ler bem antes e não são superdotadas apenas muito estimuladas

    A superdotação geralmente tem um início sacrificante para as crianças e seus pais, ela é incompreendida principalmente pelos amigos da mesma idade e por isso estas crianças acabam se isolando. Geralmente os superdotados não tem múltiplos interesses e sim apenas um na maioria das vezes matemática, física, astronomia, música ou arte. São raros os casos de superdotados com mais de um interesse.

    Existem também as crianças com a inteligência acima da média, geralmente se dão bem na escola e não tem problemas de relacionamento, pois revertem a situação positivamente e geralmente se agrupam ou se juntam com pessoas com o mesmo grau de inteligência.

    Os superdotados aprendem tudo sozinhos sobre sua área de interesse são autodidata, com pouca ou nenhuma intervenção de um adulto.

    Lembrando que aqui no Brasil poucos professores conseguem identificar e ajudar estas crianças, os pais tem muitas vezes lutar na justiça para que a criança seja adiantada na escola o que é muito triste :(

    Abraços

  • Michele Gobbato disse...

    Adorei o post .. é sempre bom ficarmos atentos e observando.
    O Gui tem muitas das características citadas, mas pelo que observo isso não atrapalha ele, não fica isolado, adora está com crianças...

    Bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

  • Aliny Leal disse...

    adorei saber , vou procurar observar mais meus filhos algumas características eles tem , minha filha mais velha com uma ano fala pra caramba ,
    beijos
    onossonude.blogspot.com.br

  • Prioridade de Mãe disse...

    Espantada encontrei várias destas características em minha filha, sempre achei que ela fosse hiperativa, mas vou procurar um profissional para me orientar, e tentar descobrir em que padrão me filha se enquadra. Beijos

  • Ludmila Bordignon disse...

    muito bom esse assunto...
    nós devemos ficar sempre atentos aos comportamentos dos pequenos, bem como de seu desenvolvimento. Eu aos 03 anos já era alfabetizada e letrada, amava ler revistas "de gente grande"
    e sempre procurei aprender além do ensinado rsrsrs
    vou observar minha pequena, beijos
    http://socorromaterno.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design