Como lidar com a fase das mordidas

22 de fevereiro de 2014 12 comentários
Antes de tudo o papai e a mamãe precisam saber que nem sempre a mordida significa que seu filho será uma criança agressiva, a mordida até a faixa dos 3 anos pode ser uma das formas que seu filho encontrou para expressar os sentimentos que ele ainda não consegue encontrar palavras e também reclamar de algo que ele não gostou. Apesar de ser uma fase passageira para a grande maioria das crianças, viver nos dois extremos deixam os pais tristes e cansados, afinal, ninguém gosta de ter o filho que morde e muito menos o que é mordido. O fato de as mordidas serem consideradas uma fase, isso não quer dizer que ela deva sem aceitada e muito menos ignorada.
Uma das dúvidas dos pais é exatamente saber o que fazer quando a criança morde um amiguinho, como ensina-lo de que o ato de morder não é legal? O ideal é conversar com a criança no momento da mordida, se você deixa para conversar quando chegar em casa o efeito não será o mesmo, aí entra a função da professora quando isso acontece na escola ou na creche. Os pais e professores devem conversar com a criança ensinando que existe outra forma deles expressarem seus sentimentos, outro ponto importante é ficar sempre atenta nas brincadeiras e ao qualquer tentativa você esteja ali para impedir e conversar sobre o fato de que a mordida vai fazer um "dodói" no amiguinho e que não pode morder com firmeza e nunca, nunca gritando ou alterando a voz.
Se a criança chegar em casa mordida, eu sei que é difícil na semana passada o meu chegou, a vontade que temos é ir na escola imediatamente e dá umas broncas no amiguinho (rsrs), isso é normal, pois temos o instinto materno de proteção, mas lembre-se que essa fase é difícil também para o pai do amiguinho que morde, enquanto você sente-se chateada do outro lado os pais podem sentir-se envergonhados e até mesmo culpados. Se a mordida aconteceu na escola, o importante é você ir até lá e conversar com a professora e ou coordenação pedagógica para que eles fiquem em alerta e conversarem com os pais da criança que morde. Um coisa é você não "explodir" mas deve sim procurar os direitos e defender seu filho.




12 comentários:

  • Xelly Dantas disse...

    aqui ainda estamos nessa fase apesar de ter diminuído bastante, até agora na escola ele veio mordido uma vez e as profªs relataram que não houve tempo de impedir, já na outra escolinha ele vinha mordido com frequência e a desculpa era que ele começou a morder primeiro... afff da pra acreditar?! Quer dizer que elas viam ele mordendo e esperava o outro revidar?! Uma das minhas brigas com a escola era isso...
    Ótimo post, bjinhos
    http://www.maeapaixonada.com

  • Taciane Dorneles Hermann disse...

    A Bibi começou a morder o pai quando ele a contraria, mas na escola a princípio ela nunca mordeu ninguém. Mas é só ele que ela morde e a mana às vezes, eu ela não morde, pois tenho o pulso mais firme com, ela e ela me respeita mais, mas com o pai ela faz o que quer e ele deixa.

  • Simeia Silva disse...

    Aqui em BH,teve um caso em betim que a menina de 1 ano recebeu 50 mordidas em todo o corpinho,fiquei chocadaaaa..desde então perdi a vontade de colocar minha pequena de 2 na escolinha..vou esperar mais um pouquinho.
    bjs

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design