Exame de cultura do estreptococo B, o que é isso?

27 de março de 2014 18 comentários
Bom dia mamães!

Ontem no início da madrugada li uma reportagem sobre um exame que nunca tinha ouvido falar, li a reportagem sobre um bebê que poderia ter sido salvo se a mãe em questão tivesse feito esse exame, veja a reportagem aqui. Curiosa e até mesmo preocupada hoje resolvi ler mais sobre o assunto e compartilhar com vocês. Afinal o que é o exame de cultura do estreptococo B?


Acredito que muitas de vocês que não passaram por uma gestação recente assim como eu, também desconheçam esse exame, pois ele ainda é uma rotina nova no Brasil. O pedido do exame é feito por precaução. Apesar do nome ser um tanto assustador, estreptococo B, nada mais é do que um tipo de bactéria encontrada com frequência no intestino das pessoas. Essas bactérias podem acabar colonizando a vagina e é justamente aí que pode ocorrer o risco transmissão para o bebê no parto.
O estreptococo B não costuma causar sintomas nas mulheres, o exame é feito através de coleta de amostras da vagina e da região do ânus entre 35 e 37 semanas de gestação.
Se o exame deu positivo, isso significa que você possui a bactéria estreptococo B na região da vagina, essa bactéria não causa risco nem a você e nem ao bebê quando ele ainda está na barriga. O risco de transmissão é no momento do parto. Para evitar possíveis infecções no bebê ou em você, os médicos podem administrar antibióticos na veia junto ao soro antes do bebê nascer. O objetivo é administrar o antibiótico enquanto acontece o trabalho de parto, durante pelo menos 4 horas antes do parto.
Atenção: Não é indicado o uso de antibióticos nos meses anteriores e nem mesmo o uso de cremes vaginais. Outro ponto importante é a gestante alertar caso já tenha tido algumas reação alérgica a qualquer antibiótico.
O resultado deve constar no cartão de saúde e caso você não esteja com ele em mãos deverá informar sobre o resultado do exame. 
O risco para o bebê: sepse neonatal precoce, uma infecção que afeta o sangue e que pode ser muito perigosa. Também pode causar outras doenças como a pneumonia e meningite logo na primeira semana de vida. 
Para ler mais acesse babycenter, aqui.




18 comentários:

  • Gleysa Lopes disse...

    Eu tive isso, fiz o exame e deu positivo, apesar do meu parto estar programado para cesaria, a minha GO solicitou a internação um dia antes para tomar antibióticos!

    Beijos
    Gleysa

  • Baú de Menino disse...

    Eu já tinha ouvido falar, inclusive fiz esse exame na gestação do meu caçula.
    A médica pediu justamente no período que vc comentou no texto.
    Ela me explicou que pede para todas as gestantes, independente qual tipo de parto. O meu exame deu negativo, mas caso desse positivo ela me daria o medicamento para evitar qualquer problema.
    Adorei o texto, parabéns!!!

  • Vitoria Aparecida disse...

    Já tinha ouvido falar em tal bacteria ao bb nascer por parto normal, não me lembro se era essa, pelo nome não lembro, mais é bom estar sempre informada sobre os novos exames no brasil
    Obrigada

    Bjinhos

    mamaenathan.blogspot.com

  • Viviane Dossi Petri disse...

    Eu li a reportagem, e cheguei a fazer este exame, achei estranho e fui descobrir o porque pediu. Acho que deveria ser mais divulgada como tamanha a importância dele. Bjs
    Vivi e Isaac

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design