Desenvolvimento da fala

10 de fevereiro de 2013 19 comentários

Por Jamilly Lima


Olá meninas, é com muita alegria que escrevo essa postagem, quero primeiramente agradecer a equipe Mamães em Rede pelo convite, e dizer que amo visitar as amigas!

Hoje venho escrever aqui sobre algo que graças a Deus passamos e superamos. Bom, tenho um filho, o Lucas de 2 anos e quase 10 meses. Desde que ele tinha 1 aninho, ficava pensando quando seria que ele iniciaria seu processo de fala... Sempre ouvia as pessoas dizerem que cada criança se desenvolve em seu tempo e que cada tempo é único para cada criança. O tempo foi passando e o Lucas não desenrolava o processo de falar. Meu tagarelinha desde cedo imitia muitos sons, mas chegou aos 2 anos e 5 meses sem dizer nem uma palavra completa.

Todos os meses em visitas a pediatra eu perguntava a ela sobre isso e sempre escutava a mesma coisa:  “ainda não é o tempo dele” e ficava me perguntando o porque, porque???

Lucas sempre foi muito inteligente, ativo e esperto. Apesar de todo meu esforço para arrancar alguma palavrinha dele não saia nada. Sempre incentivei, lendo histórias, mostrando as coisas e falando o nome dos objetos com entusiasmo.  Cheguei ao meu limite da paciência em esperar pelo momento dele, e decidi agir por conta própria.

Passei meses me angustiando, me sentindo culpada e uma péssima mãe, não conseguia ensinar meu filho a falar e isso era frustrante. Perdi as contas das inúmeras vezes que tinha que dizer que ele não era surdo, não tinha problemas de nenhuma espécie e que todos os especialistas que eu podia procurar me diziam a mesma coisa: “ele não fala porque não quer, não é importante para ele”.

Depois de muito relutar contra o bicho papão que tinha dentro de mim, procuramos uma fono e lá encontrei muitas mamães que assim como eu pensava que esse era um “problema” que pertencia somente a mim.  O diagnóstico que encontramos lá me deixou muito feliz e ao mesmo tempo ainda mais frustrada.  A fono me disse que Lucas é a criança típica que passa o dia inteiro convivendo somente com adultos.  Isso é a mais pura verdade de todas, mas a primeira coisa que veio na minha mente foi: Tudo que falta para ele é um irmão??? Porque não me disseram isso logo.. rsrs.

Depois de 3 semanas de idas a fono, em uma conversa sobre preferências do Lucas, resolvemos começar a incentivá-lo a falar através de animais. E assim foi... Criamos a pasta (um colecionador com imagens de animais) Lucas amou a pasta, passava o dia inteiro agarrado a pasta e eu repetindo o nome dos animais e os sons que eles faziam. Em inacreditáveis dois dias ele solta sua primeira palavra dita com clareza: Gato. Não conseguiria descrever aqui minha enorme alegria em ouvir essa palavra! E ele percebeu isso e ficava o dia inteiro chamando gato, gato, gato... no outro dia ele solta: Urso,porco, cocó...  Mais alguns dias ele vem com coelho, tartaruga, cavalo e outras. Passamos dos animais para ações do dia a dia e objetos e também foi um sucesso.

Hoje, Lucas é um tagarelinha de primeira, canta várias musiquinhas, reconhece as formas, conta até 10 crescente e decrescente, conhece muitas cores e todos os sentidos. 

Eu sei que é muito difícil e até mesmo chato ouvir as pessoas dizendo que cada criança tem seu tempo, mais sou prova de que isso é verdade, mas que podemos ajudá-los a descobrir esse tempo.

Resolvi escrever sobre isso aqui, para que se você tiver passando por isso mamãe, não se sinta culpada, não deixe que outras pessoas te deixem para baixo com insinuações. Uma criança saudável pode sim demorar em andar, falar, sair das fraldas e tantas outras coisas mais. Não faça como eu, na demora em procurar alguém que pudesse ajudar de verdade, pois Lucas não tinha nenhum problema, mas se tivesse, poderia ter sido tarde para que eu pudesse agir.

Siga seu coração, pois o coração de mãe sempre faz o que é melhor para seu filho!

Beijos nossos!
Jamilly e Lucas


Jamilly é autora do blog Mãe Para Sempre.


19 comentários:

  • Mamães em Rede disse...

    Oi Jamilly, bacana seu relato e emocionante. Muito bem colocado.

    Olha, mesmo sendo chato ouvirmos que nossos filhos tem o tempo deles pra tudo, isso é pura verdade. O que mais nos incomoda nem tanto é ele não falar, ou andar ou não ter tirado as fraldas. Mas sim a cobrança de outras mães, famílias, a sociedade em geral.

    Minha Maria não falava também até entrar na escola com 2 anos e 2 meses. Quando falei isso pra professora ela riu com outra professora (carinhosamente) e disse: - vai ver no fim do ano.

    E não deu outra. Saiu uma tagarela - o que é hoje.

    E acredito que como seu Lucas, Maria também não tinha tanto incentivo por conviver apenas com adultos, eu e o pai dela. Mais ninguém.

    Demorou também a andar (pelos "padrões"). Não a forçamos com andador por ter lido (e até hoje falam) que era problemático com as perninhas dela.

    Ela veio andar sozinha com 1 ano e 5 meses.
    Tirou a fralda com mais ou menos 2 anos e meio.

    E pergunto: e daí? Hoje é forte, saudável, tagarela, feliz. E isso que importa.

    Começou a ler com 5 anos e 9 meses. Lê e escreve com fluência. Alguns errinhos aqui próprios da idade, mas bem avançada.

    Isso pq lemos com ela todos os dias. Incentivamos sem pressão em tudo.

    As vezes nos sentiamos pressionados e constrangidos diante de outras mães? Sim... a pressão é muito..e chata... Mas não nos cedemos a nada.

    Claro que se pudermos procurar ajuda por nossa aflição sem prejudicar os filhos com ansiedade, ótimo. Mas acredito que a maioria é por não querer mesmo fazer tal coisa. Eles realmente tem o tempo deles.

    Meu marido começou a falar realmente com 4 anos. Antes pronunciava algumas palavras. Mas ele acha que não queria e ponto final. Outra coisa que relata é que apenas fazia sinais e as pessoas colocavam as coisas na mão deles. Era cômodo então não falar.

    É isso querida. Que bom que conseguiu resolver tudo isso da melhor maneira. Mas tenha certeza que outras coisas virão e talvez queiramos apressar as coisas. Bobagem. Desde que não afete o desenvolvimento dela pra que apressar.

    Cada criança é de um jeito, cada um tem suas necessidades. E cada família sabe de si. Basta não é?

    Um beijo e Deus abençoe você e seu pequeno Lucas.

    É um prazer tê-la aqui no Mamães em Rede.
    Obrigada por sua participação.
    Grande abraço.

    Teresinha Nolasco

  • Juliana Reis disse...

    Jamilly obrigada pela sua importante participação. Ótimo relato!! As pessoas estão sempre cobrando e comparando...
    Aqui Dudu falou super cedo, mas demorou para andar para os padrões normais (1 ano e 3 meses) e eu ouvi muita coisa... mas respeitei o tempo dele e tudo deu certo.
    Que bom que vc procurou ajuda e tudo se resolveu.
    Beijo,
    Ju

  • Reflexões de Mamãe disse...

    Muito legal a sua participação!!!
    O importante para as mamães que notarem o atraso na fala é observar se há outros detalhes além disso.
    O meu caso foi bem o contrário... meu filho também atrasou bastante a fala... e eu sempre ouvindo que era o tempo dele... mas, as outras coisas que eu e meu marido notávamos de diferente eram consideradas soltas, como sem nenhuma interligação... E, acabavam me culpando por isso (inclusive profissionais de saúde, como pediatras)...
    Então, depois de alguns meses tentando entender o atraso na fala (acompanhado de falta de interação, estereotipias, apego a rotina e birras auto destrutivas) chegamos ao diagnóstico de autismo do nosso filho. Tô dizendo que todo atraso na fala é por causa disso? Não. Só digo que a criança tem que ser acompanhada por completo e que a mamãe (e o papai) tem que ser ouvidos... E, tudo deve ser bem avaliado!!!
    Mais uma vez, parabéns pelo post!
    E, se alguém quiser ver como foi que descobrimos o autismo no nosso filho...
    http://reflexoesdemamae.blogspot.com.br/p/em-busca-do-diagnostico-de-autismo.html

    Um grande beijo!!!

  • Renata Diniz disse...

    Oi Jamilly! Meus parabéns pela sua participação. Um relato muito importante para orientar outras mamães e que teve um final feliz. Concordo em seguir o coração. Nossa sensibilidade de mãe não nos trai. Beijo!

  • Brenda Kayene :) disse...

    Que lindo este relato, nossa...
    Olha, agora que o Miguel completou 11 meses.. que ele começou a engatinhar. Antes só se arrastava. E quantas vezes não ouvi:
    - Nossa.. mas ele ainda não anda??
    - Nem engatinha?????????????

    E antes ficava tão chateada... depois desencanei porque sei que cada criança tem seu tempo MESMO e o pediatra está observando de tempo. Eis que um belo dia me saiu engatinhando pra pegar a cortina!!! rs

    Normalmente é assim: do nada eles surpreendem a gente.


    Beijos!

  • Rafaela Martins disse...

    Você NÃO IMAGINA O QUANTO ESSE seu post me ajudou!!!
    Já estava dias pra falar isso no blog e ainda vou falar rs
    Biah esta com 1 ano e 7 meses e a unica palavra certa que sabe falar é NÃO e isso me deixa frustada com medo e desapontada (tmb entendo que cada criança tem seu tempo) mais quando vejo outra criança da mesma idade dela falando pelos cutuvelo eu penso... Só pode ter algo de errado isso esta me deixando louca não é de hoje mais seu post mostrou que sim CADA CRIANÇA TEM SEU TEMPO!!!
    Estimulo aqui que não falta tmb vou tentar achar algo bem legal que chame a atenção dela tmb!!!
    Mais como uns dizem a biah ando muito cedo com 11 meses capaz que demore mais a falar. Adorei o
    Post Bjooos Jamily e a equipe mamãe em rede

  • Diana Demarchi disse...

    Bernardo não engatinhou. Depois demorou para falar. E todas essas cobranças de todo mundo... Mas muito pior, a cobrança de nós mesmas... Por isso que eu digo, não somos nós que ensinamos os filhos, e sim ao contrário!
    Bj
    Diana Demarchi

  • Tatiane Rosa Domingues disse...

    Jamilly, me emocionei, estou sentindo o que você sentiu antes dele falar. Mas adorei a dica que você deu, realmente o Luiz Felipe convive muito com adultos. Quem sabe na escolinha ele não vai soltar a voz agora?
    beijo grande para você e para seu cantor.

  • Genis Borges disse...

    Amiga, tenho certeza de que seu relato vai ajudar muitas mamães que estão passando pelo mesmo problema e vc foi muito corajosa em se abrir em rede. Parabéns!
    Que bom que agora está tudo certo por aí. Nós, mamães de primeira viagem, passamos sufoco mesmo e vamos aprendendo e ensinando umas as outras.
    Obg por ter aceitado o nosso convite e volte sempre!
    Bjus, amiga Genis ♥

  • Gleysa Lopes disse...

    Jamilly que linda participação!!

    Por aqui Heitor é um tagarela fala desde um ano e demorou para andar com 1 ano e 1 mes!! Hoje em dia com 1 ano e 7 meses ele ja fala duas palavras por exemplo mama peito, sabe?


    Beijos
    Gleysa
    www.demamaeursa.com

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design