Alongar é o melhor remédio

11 de abril de 2013 26 comentários

Imagem daqui


O ponto de encontro do casamento é o compromisso. Charmoso, alegre, sisudo, motivado ou esperançoso, a qualidade está no compromisso. Amor é atitude e para melhorar o que está bom ou transformar ou que está ruim em bem estar é preciso estar atento aos sentimentos. Os benefícios  da cumplicidade destacam-se pela cerca protetora em volta do casamento e pela fé na restauração do que foi corroído. Para tratar a depressão do casamento, o remédio é alongar o desejo de poder para transformar as circunstâncias. Para tratar a dor crônica por esforços repetitivos, o medicamento é alongar orações de compromisso. Jamais pense em separação sem o aval do médico conselheiro que fala ao consciente supervisionado pelo especializado inconsciente. Para isso é necessário realizar uma análise ergonômica do coração. Daí, tomar as medidas necessárias. Afaste-se das más influências. Renove a mente com discernimento. Então, os membros inferiores obedecerão a ordem dos membros superiores e a inflamação do relacionamento tornar-se-á suportável até que a combinação de exercícios físicos, emocionais e espirituais reeduquem a postura do casal. É possível qualificar o casamento. Sobretudo, quando fortalecemos conosco, primeiramente, a musculatura do desejo de poder transformar nossos pensamentos em boas ações de compromisso. Essa atividade regular atenua os sintomas e evita o surgimento da síndrome da separação. Feito do desejo de transformar-se, alongar é o melhor remédio.  

26 comentários:

  • Divagações da Mamãe Tê disse...

    Nada como um exercício constante da alma para nossos relacionamentos diários..mesmo que as vezes os músculos estejam um pouco atrofiados e preguiçosos... mas nunca é tarde para deixar esses músculos - mente e coração - bem novinhos, bem alongados e bem restaurados para longas caminhadas...

    Coisa linda para essa manhã.. Bons pensamentos e boa influência são sempre bem-vindos Renata Diniz.. Amei!

    Beijos grandes.. e alonguemos também constantemente os músculos da amizade.... Seja feliz!

  • Quézia Silva disse...

    Nossa, fico encantada a cada texto seu, parabéns você escreve muito bem.
    E o assunto é excelente, vejo tantas separações hoje em dia, por motivos tão bobos e pequenos, causando tantos traumas e tristeza nos filhos e grande arrependimentos depois, que muitas vezes acaba sendo tarde demais, devido a uma parede gigantesca que se constrói com ofensas e tudo mais. Que possamos sempre "alongar" e analisar tudo com calma antes de tomar qualquer decisão ou atitude.

    Beijos

    Quézia Silva
    http://kemuelpresentededeus.blogspot.com.br/

  • Mamães em Rede disse...

    Quézia! Muito obrigada pelo seu comentário. É preciso respirar fundo e contar mil vezes antes de qualquer decisão. Principalmente quando essa decisão envolve a família. Encantada também com o seu elogio. Beijo!

  • Genis Borges disse...

    Ai amiga, vc é tão linda/filosófica/profunda/completa/delicada... não sei exatamente como descrever tudo o que vc escreve.... AMO!!

    O relacionamento a dois não é fácil, mas com muita paciência, dedicação, vontade e amor, vamos conseguindo manter esse projeto que nasceu no coração de Deus.

    E vamos alongar o compromisso e a fidelidade, para permanecermos juntos a cada dia.

    Bjus, bjus, Genis

  • Nina disse...

    É, já diria (fonte desconhecida rs), fácil é amar na bonança, ama mesmo quem ama na dificuldade.

    beijo²
    Nina e Theo
    http://www.maternizando.blogspot.com

  • Luma Rosa disse...

    Renata, precisamos desse positivismo nas relações! Precisamos lembrar sempre dos motivos que uniram um casal e porque eles decidiram ficar juntos. Creio que existe muita torcida contra, mesmo que inconsciente, afinal, quando um casal briga, muitos procuram o caminho mais curto: Não está dando certo, separa! Mas não é assim, o casal quando se lembra que o amor os uniu, as brigas servem para dar um ajuste nos ponteiros... rs.
    Beijus,

  • Mamães em Rede disse...

    Gleysa! Muito obrigada pelo seu comentário. Não é fácil conviver com uma pessoa que recebeu educação diferente da nossa. Mas, com amor, é possível e pode ser muito saudável. Beijo!

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design