Consumismo infantil

13 de outubro de 2013 7 comentários



Recebi uma cartilha muito esclarecedora sobre um assunto que nos circula, mas fingimos não ver: como o consumismo está na contramão da sustentabilidade, e como o consumismo começa cada vez mais cedo: com nossos filhos.

A verdade é que nós, os adultos e pais, é que educamos para o consumo. Por isso é importante que essa educação seja para um consumo mais consciente.

Percebi que muitas vezes me "deixo" levar por esse caminho.... por isso uma boa reflexão nos ajuda a olhar para isso!

Vou postar aqui trechos da cartilha e posso disponibilizar na íntegra para as mamães, é só me pedir por e-mail: claudiaml54@hotmail.com

A base da sustentabilidade repousa na capacidade de uma nação promover o bem estar desta e das futuras gerações. Garantir um futuro abundante àqueles que hoje são crianças não depende apenas da mudança de comportamento da atual geração, mas também de educar para o consumo.
Ninguém nasce consumista. O consumismo é um hábito que se forma à partir de valores materialistas e que traz sérios problemas para a sustentabilidade. É possível mudar esse quadro.

Caso as crianças continuem sendo estimuladas à consumir sem condições de refletir suas escolhas, haverá um impacto negativo ainda maior em problemas que já afetam a sociedade. Alguns dos principais são:

  • Aumento exacerbado do consumo;
  • Aumento da geração e resíduos;
  • Obesidade infantil;
  • Adultização da infância e erotização precoce;
  • Consumo precoce de álcool e tabaco;
  • Diminuição das bincadeiras criativas;
  • Violência;
  • Estresse familiar.

Todos esses problemas são multifatoriais. Em números:
  • As crianças brasileiras assistem à TV por mais de 5 horas ao dia;
  • O sobrepeso entre crianças dobrou nos últimos 34 anos;
  • O que mais influencia o consumo infantil são: publicidade na TV, personagem famoso e embalagens.
  • Somente 38,3% das crianças entre 5 e 10 anos consomem frutas, legumes e verduras em sua dieta.

Essas dados retrata uma realidade que precisa ser repensada. A criança não deve ser alvo do mercado sem que seja educada para isso.

Nós, os pais, devemos dialogar, dizer "não" quando houver pedido de consumo desnecessário, assim a criança aprende a lidar com frustrações e entender que suas ações podem ter impacto coletivo. Também é importante dar exemplo e ensinar a refletir sobre cada pedido: "preciso realmente comprar isso?", "já tenho algo parecido que pode ser reaproveitado?"

O entendimento da criança sobre os impactos de suas próprias ações leva um tempo maior para ser construído, natural no processo de formação de uma consciência crítica sobre o tema.

Vamos incentivar nossos filhos:
  • Comer alimentos naturais: frutas, sucos naturais (industrializados geram mais lixo e aumentam o risco de obesidade)
  • Trocar brinquedos com os amiguinhos (ao invés de comprar novos)
  • Reutilizar embalagens
  • Para ganhar um novo brinquedo, doar um anterior (em bom estado)
  • Desligar a TV e brincar no parque, praça
  • Refletir: quero, mas preciso mesmo disso? O que pode causar no meio ambiente essa nova compra?

Para receber a cartilha completa: claudiaml54@hotmail.com Informações retiradas da Série "cadernos de consumo sustentável" é uma publicação do ministério do meio ambiente. O instituto Alana Colabora com este volume. 
Mais informações: www.consumosustentavel.gov.br, www.alana.org.br e www.mma.gov.br 


Cláudia Leite é autora do blog Mamãe da Isabella

Mamãe da Isabella...


* E você que acompanha essa coluna do MR, participe. Envie sua postagem para mamaesemrede@gmail.com e veja o seu relato influenciando as mamães em rede.


7 comentários:

  • ♥ Nanda ♥ disse...

    já fui consumista mais
    quando vi minha filha indo pelo mesmo caminho
    aprendi que tinha que mudar e mudei
    hoje somos melhores rs

    linda noite maravilhoso post

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

  • Rafaela disse...

    Muito legal o post... Pensei nesse consumismo infantil que é crescente... Pretendo ensinar a Minha filha, a consumir de um jeito consciente... Eu mesmo venho me policiando em muitas coisas!

  • Cristiane Lima disse...

    Nossa adorei o texto, vou querer sim ler a carta completa.
    Precisamos de textos como esse para nos fazer pensar e refletir e não permitir que nossos pequenos virem refém do consumo, confesso que eu adoro comprar, antes era totalmente descontrolada, hj paro, penso e me faço essas perguntas...
    Adorei sua participação, bjs

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design