Quando a criança não quer comer, o que fazer?

25 de julho de 2013 7 comentários

E quando meu filho não quer comer? A falta de apetite que preocupa.

Essa é uma das principais queixas dos pais de crianças em idade pré-escolar (entre 1 e 6 anos). As crianças nessa faixa etária realmente costumam comer menos, por diversos motivos. Em princípio, o apetite realmente diminui nessa fase porque, ao entrar no segundo ano de vida, o ritmo de crescimento da criança cai e, por conseqüência, sua necessidade de calorias diárias também. Isso se reflete na fome.

Além das diferenças decorrentes da faixa etária da criança, a falta de apetite também pode estar relacionada com os hábitos da família:

  • Intervalo entre as refeições irregular: o horário dos lanches muito perto do horário das refeições, por exemplo;
  • Muita quantidade oferecida nos lanches, atrapalhando as refeições;
  • Oferecer “belisquetes” entre as refeições, também pode alterar o apetite;
  • Agitação durante as refeições: a criança tem dificuldade em comer em ambientes agitados;
  • Substituir refeições por lanchinhos quando a criança se recusar a se alimentar.

Como a família pode colaborar?

É importante entender que os hábitos alimentares devem ser alterados por toda a família, ou seja, desde a pessoa que cozinha, a que serve, que faz as compras e o ambiente familiar. Com certeza pequenas mudanças auxiliarão na melhora da qualidade de vida da casa toda.

  • Para começar é interessante estabelecer horários para as refeições e lanches. Os intervalos podem ser em média de 3 horas;
  • Mantenha comunicação com as pessoas que oferecem a alimentação para a criança (escola, babás, avós, etc) e explique como deve ser realizada e peça um retorno do consumo;
  • Evite chantagens e substituições em troca (guloseimas, brinquedos novos, etc) para evitar o condicionamento da criança a essas situações;
  • Cuidado com o oferecimento de sucos. Para a maioria das crianças o suco pode atrapalhar o apetite. A água não tem problema, pode e deve ser dada a todo momento;
  • Sempre que possível e com segurança, deixar a criança interagir no preparo das refeições (misturar, amassar, escolher);
  • Tentar manter o ambiente calmo e apropriado para as refeições: em uma mesa, sentados, a mesa deve estar livre de outros objetos (computador, brinquedos). Desligar a televisão nesse momento e principalmente se acalmar para não passar a ansiedade natural para a criança;
  • Variar na alimentação, ou seja, oferecer um cardápio variado, pois a criança também cansa da rotina alimentar.

Veja um exemplo de um dia de uma alimentação infantil:

Ao acordar
7:00
Leite (de preferência materno para os menores de 02 anos)
As crianças maiores, nesse horário, podem consumir mais alimentos.

Meio da Manhã
9:00

Iogurte com frutas picadinhas
Almoço
11:00
Salada colorida
Arroz, feijão
Legumes, vegetais verde escuros
Carne

Meio da Tarde
14:00
Suco de Frutas
Pão de leite com requeijão e queijo branco

Meio da Tarde
16:30
Frutas picadinhas
Jantar
18:30
Salada colorida
Arroz, feijão
Legumes
Carne

Ceia
Leite (de preferência materno para os menores de 02 anos).
As crianças maiores, nesse horário, podem consumir mais alimentos.


Obs:
  • Os horários são apenas exemplos, podem variar de criança para criança.
  • A quantidade pode variar também de criança para criança.
  • Os dois lanches do meio da tarde podem ser realizados em um horário só (também depende de criança para criança).

Uma dica para controlar a qualidade e quantidade da alimentação que a criança está consumindo é monitorar o crescimento da criança. Se o peso e altura estiverem de acordo com a faixa indicada significa que a criança está saudável.




Envie suas dúvidas através da nossa Fanpage ou email: mamaesemrede@gmail.com


7 comentários:

  • Jackeline Graça disse...

    Adorei as dicas, o Davi é difícil pra comer, mas acho que nós erramos bastante dando as coisas na hora que ele quer e não na hora que tem que ser, atrapalhamos muito o apetite.

    bjusssssssssssss

  • Carol Meoli disse...

    Não poderia ser melhor esse post!!!
    Vira e mexe tenho tido problemas em casa na hora da alimentação.

    Ainda mais quando ela está com o intestino preso, claro, fica sem comer!!!

    Adoraria um post sobre alimentos que ajudam na hora do intestino funcionar bem!

    Beijos

  • Andreia Cristina disse...

    Quanta dica boa!

    Aqui o Pititico come bem então quando não quer não insisto. O problema é com a salada: ele chama de folhinha e diz que é o coelhinho que gosta, kkkkk.

    Beijo!

Postar um comentário

Quando você comenta, também participa do Mamães em Rede! Comente, participe, pergunte. Obrigada!

 

©Copyright 2012 - Todos os Direitos Reservados - Mamães em Rede | Design By Arte Design